Preta, preto, pretinhos

Novidades da comunidade negra no Brasil e no mundo

 -

Preta, paulistana, filha de uma sergipana e de um baiano, Denise Mota é jornalista há mais de 20 anos, com mestrado pela USP. Vive no Uruguai.

PERFIL COMPLETO

 

 

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Terciliano Jr. e Mestre Duda traduzem matriz africana e cotidiano em Salvador

O Museu Afro-Brasileiro (Mafro) da Universidade Federal da Bahia (UFBA) comemora 35 anos com a exposição de duas referências da arte negra brasileira. Ambos de 77 anos, Terciliano Jr. e Eduardo França –o Mestre Duda– participaram da I e II bienais da Bahia e vêm decodificando em obras de arte, há décadas, a tradição religiosa,(…)

Caetano Veloso: “O samba nos dá força e identidade”

Em meio à etapa sul-americana de “Caetano Apresenta Teresa” –show que acaba de sair do Uruguai rumo ao Chile, e em que o cantor e compositor baiano sobe ao palco ao lado de Teresa Cristina e Carlinhos Sete Cordas–, o artista conversou com Preta, Preto, Pretinhos sobre música, o “momento sombrio” do Brasil, Gilberto Gil(…)

Cursinho popular abre 1.500 vagas e também necessita de colaboradores

O Movimento Uneafro-Brasil – União de Núcleos de Educação Popular para Negros, que coordena uma rede de cursinhos populares para estudantes afrodescendentes e da periferia, oferece 1.500 vagas para interessados em ter acesso a esse benefício. As inscrições estão abertas até o final de março. A instituição possui 30 filiais em diversos pontos de São(…)

Palestra apresenta ´experiências de liberdade`, literatura e imprensa negras no século 19

Na próxima sexta-feira, 17, o legado de homens de letra negros e livres como Luiz Gama, Machado de Assis ou José do Patrocínio estará no centro de palestra que a jornalista, doutora e pós-doutoranda em história pela Unicamp, Ana Flávia Magalhães Pinto, ministrará no Centro de Pesquisa e Formação do Sesc em São Paulo. “São(…)

Fundação Casa de Rui Barbosa disponibiliza, na internet, documentos sobre a escravidão

Você sabe como nasceu a expressão “para inglês ver”? Por que as camélias se tornaram símbolo da luta abolicionista? O que queriam dizer termos como “bacalhau” e “ingênuo” para designar elementos e circunstâncias cotidianos na vida dos negros africanos escravizados? Um mergulho na página criada pela Fundação Casa de Rui Barbosa —Escravidão, abolição e pós-abolição—(…)

Plataforma carioca propõe turismo pela diáspora

São bem conhecidos os casos de racismo que se estendem pelo mundo virtual e que contaminam também plataformas famosas de hospedagem planeta afora: de acordo com um estudo da Universidade de Harvard difundido no final do ano passado, por exemplo, negros têm 16% menos chances de serem aceitos em acomodações nos Estados Unidos. Na contramão disso,(…)

Blogs da Folha